FLY & DRIVE – China, Tibete e Nepal (Parte 1)

Veja esta matéria na íntegra na Edição #3 da REVISTA OVERLANDER ou Parte 2 aqui

De sonhos nascem realidades! E aqui não foi diferente. Unidos pelo espírito de aventura e aquela curiosidade nata dos viajantes formamos o grupo de “voluntários” para uma viagem pela China, Tibete e Nepal. Eita aventura boa!

14b Everest e afins - prim copy

Texto: Luciana Vidal    Fotos: Luciana Vidal, Pedro Grimaldi e Rogério Cavriani

Foram 30 dias de viagem rodando principalmente pelo interior e pelas montanhas, tendo os Himalaias como pano de fundo na maior parte do tempo. Isso por si só já vale a viagem!

A IDEIA

Um ano antes, Hugo estava em viagem pela China em um roteiro mais convencional, quando em determinado momento passou a ver alguns grupos de off-roaders. Indagado, Charles Lee, o guia daquela viagem, comentou que estavam cruzando as montanhas em uma rota muito cobiçada pelos aventureiros. Foi o suficiente para que, de volta ao Brasil, e ruminando esta ideia fisgada, começasse a concretização. Com o apoio do tal guia na China, que também sonhava em fazer esta viagem (e nós de tê-lo como guia), a coisa foi tomando forma.

14c Everest e afins - desd copy

Os “voluntários” se juntaram de forma curiosa. Pelo lado do Hugo, um amigo andava indo com certa frequência para a China, em função de um filho moando por lá. De outro amigo, surgiu a indicação do Rogério como interessado no roteiro. Invernando na Patagônia, recebi o “convite”. De cara pensei no amigo Pedrinho, com quem já tive outras divertidas experiências em viagem e, junto com o Hugo, tínhamos atravessado o Atacama com ótimo entrosamento e super bom astral. E do Pedro veio a indicação do José Roberto, amigo desde o tempo de faculdade e com uma curiosidade extra naquele lado do planeta, já que é filho de italiaa com chinês. Pronto, grupo formado! Hora de marcar data e cuidar da burocracia: vistos, passagens, reservas, traduções etc. O Charles do lado de lá trabalhando. O Hugo do lado de cá gerenciando.

13a Tibet - Lhasa, Potala copy

E A BUROCRACIA?

A China exige visto e para tirá-lo é necessário um “convite”, atestado de saúde, roteiro exato a ser percorrido e tradução da CNH — já que iriamos dirigir. Aqui vale uma curiosidade: apesar do nosso extenso roteiro na China e Tibete, cada vez que éramos abordados por policiais nas estradas, nas mãos deles sempre constava uma lista com nossos nomes e o roteiro, mesmo se isso acontecesse no meio do nada, em estradinhas secundárias ou em lugares remotos!

13f Tibet - Lhasa, iniciaç copy

De certa forma, a “opressão” também se fazia sentir nos comentários dos guias: o governo não libera acesso à internet e os meios de comunicação são cheios de censuras; são muito curiosos sobre a realidade fora de seu país, ainda que perguntem com certa cautela.

Para alugarmos os carros, era exigência da China que tivéssemos um guia em cada um, sempre! Nos dividimos em dois carros a cada trecho; sempre três brasileiros e um guia em cada. Em parte, essa exigência faz sentido. Saindo dos grandes centros urbanos, era difícil encontrar placas indicativas em inglês, o que signifia sermos como analfabetos. Para ler um mapa e nos guiar, seria necessário comparar os “símbolos”. Imagina isso em uma bifurcação? Andamos longos trechos em meio às montanhas e por estradas em construção, e não era raro entrar em um extenso túnel recém-cavado, ainda escuro, com chão de terra e água pingando em nossas cabeças, e no meio dele, a tal bifurcação. Placas? Onde? Santo guia! E ainda havia as chegadas nos hotéis, restaurantes, lugares de visitação, em boa parte, em nosso caso, em lugares não tão turísticos — e eles eram nossa voz. Nos entendíamos com os guias por meio de um inglês tosco. Entre eles, com os diferentes dialetos, também existia certa dificuldade. Agora imagine sem eles? Os guias realmente exerceram um papel fundamental!

029_Carros

BEM-VINDOS À CHINA COM PANDAS

Saímos de São Paulo rumo a Hong Kong via Doha. Muitas horas de voo! Ênio já nos esperava por lá. Ficamos na região por três dias. No primeiro dia visitamos Macau, colonizada por portugueses que ali chegaram em 1557. Nos outros dois dias conhecemos um pouco de Hong Kong, sendo um dia para nos equiparmos com câmeras, computadores e todas as tralhas sonhadas e compradas na origem, já que tudo hoje é “made in China”. De lá seguimos para Chengdu, de onde partimos com os carros. Mas antes visitamos a reserva dos pandas gigantes, localizada nas redondezas. Para nossa surpresa, acho que fomos mais fotografados do que os peludos. Eles são lindos e brincalhões!

006_fly_drive_china

Nossa rota original, sempre sentido leste-oeste, era pela região sul da China, incluindo a mística região do Xangri-la. Por motivo de fortes inundações, mudamos para a rota norte que acompanha a curvatura da fronteira com a Mongólia.

Agora na estrada, nos revezávamos na direção. Nos apartando da cidade grande, fomos nos embrenhando pelas montanhas. Paralelo à estrada serpenteava um rio. São inúmeros na verdade, formados pelo degelo das montanhas. Panoramas fantásticos! E começam as obras, obras e mais obras que nos acompanhariam por muitos quilômetros. Assim como os rios. Sempre tínhamos água ao nosso lado, quando não a própria neve.

007_fly_drive_china

Em nosso caminho, experiências e histórias foram se somando. Algumas culturalmente curiosas, quando por exemplo o Ênio acompanhou uma procissão onde soltavam fogos, pessoas com bandeiras e trajes típicos. Ele tratou de fotografar, ainda que discretamente, quando por trás seguraram firme em seus ombros e o levaram para fora. Imediatamente de volta ao hotel, soube que aquilo era um cortejo fúnebre e ele, um intruso. Em outro episódio, o Rogério levou suas roupas para lavar e durante o inventário a atendente separou as cuecas. Ela não podia lavá-las — era virgem. Em Suopo, uma antiga vila em reconstrução, eram as mulheres é quem carregavam pedras nas costas montanha acima.

008_fly_drive_china

Veja esta matéria na íntegra na Edição #3 da REVISTA OVERLANDER ou Parte 2 aqui

Ediçao #6 Chegou

01d_SingleMag_500_sidebar_site

Melhores Preços na Loja Overlander

01-SideBarAd_50

Coleção Overlander

07_Bothitems_home

Conheça os Livros

01_Capa_500x385
01a_DayTrippers_SidebarAd
01_Capa_500-sidebar
02_CYD_APM_sidebar
03_CYD_BPT_Sidebar
Livro_standing_3D_shadow_sidebar
01a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385
02a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385
03a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385
04a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385

Deixe uma resposta