PARA REFLETIR – Viver com Menos

Veja esta matéria na íntegra na Edição #3 da REVISTA OVERLANDER 

Talvez um dos temas que mais preocupa um overlander é o orçamento — mais que a escolha do carro, a própria saúde ou até os desafios que a estada apresentará. E não é para menos, o dinheiro pode ditar o estilo da viagem, pode trazer mais conforto e menos preocupações. Afial de contas fia fácil resolver os perrengues quando a grana não é bem uma questão.

001_Refletir

Outsiders Brazil

Paula Guimarães e Renan Baptista

Em nosso caso, dinheiro sempre foi pauta dentro do carro, antes e durante a viagem. E lidar com orçamento apertado virou uma prática que sempre traz novos aprendizados.

TUDO MUDOU

Em novembro de 2013 partimos para uma longa jornada e o plano era viajar por quatro anos ou mais. Um dólar valia pouco mais que R$ 2 e de acordo com as nossas economias teríamos o suficiente paa viajar e voltar para o Brasil ainda com um restante para recomeçar. Mas como todos sabemos, o cenário econômico no Brasil mudou drasticamente e em questão de semanas, com a desvalorização do real, metade do nosso orçamento desapareceu.

Sim, bateu um desespero, porém uma das lições que a estrada proporcionou é que muitas vezes o melhor movimento é ficar parado. Porque na tensão acabamos trocando os pés pelas mãos e facilmente tomamos a decisão errada.

Encontramos um lugar confortável e acessível para repensar os custos e planejar novamente a rota. Quando sentamos para reavaliar tudo vimos que muito poderia ser cortado sem perder o bem-estar, sem deixar de seguir o nosso propósito.

002_Refletir

ENCONTRANDO  ALTERNATIVAS

Viajando e vivendo com pouco fica fácil administrar e saber para onde o dinheiro está indo: combustível, alimentação, custos alfandegários e hospedagem. Foi aí que conseguimos encontrar alternativas para o nosso consumo: o jantar passou a ser o peixe que divertidamente pescamos, as frutas e verduras da estação, por serem abundantes, têm valores mais competitivos e optamos por elas.

Aprendemos a comer melhor, e o melhor não signifia mais caro, signifia que passamos a consumir produtos mais frescos e preparados por nós sem nenhum desperdício. Também diminuímos a bebida. Ainda temos a nossa cervejinha, mas reservada para momentos especiais — chega de cerveja todo dia.

Repensamos também o peso do carro, que quando mais leve consome menos combustível.

Se antes vivíamos com pouco, agora vivemos com menos. O que acabou sendo ótimo, porque cuidamos melhor dos nossos pertences e sobra tempo para nos dedicar àquilo que realmente importa.

O ritmo na estrada caiu, agora viajando a 70 km/h fazemos 12 km/litro, melhor que os 9km/litro iniciais. Aprendemos a perder a vergonha e o medo e passamos a procurar ambientes que podem proporcionar, ainda com segurança, uma boa noite de sono sem custo algum: dormir à beira de um rio garante um banho e uma fogueira para nos aquecer. Continuamos a visitar as grandes cidades, mas agora otimizamos melhor os nossos dias nelas.

003_Refletir

OUTRO ESTILO DE VIAGEM

E de repente, com essas pequenas mudanças, começamos a desfrutar um outro estilo de viagem, passamos a ser mais desafiados, o que nos permitiu sentir mais uma vez o encantamento pela nossa jornada! Descobrimos a incrível capacidade de adaptação do corpo e da mente, capacidade esta que todos temos de nos reinventar, de criar e produzir.

Quando tomamos a decisão de viajar num estilo “low budget” passamos a entender que agora as coisas precisam ser resolvidas por nós mesmos. Aprofundamos nosso conhecimento na mecânica do carro, encontramos formas de consertar os acessórios quando quebram e passamos a desenvolver soluções para as nossas necessidades. Afinal, não temos mais tanto dinheiro, mas temos tempo de sobra e existe uma infinidade de vídeos na internet para ensinar o que estamos buscando solucionar. Tudo que precisamos é de uma boa conexão, paciência e perseverança.

Não vamos negar, era bom quando tínhamos uma folga no orçamento, mas ao mesmo tempo exigia pouco esforço das nossas competências e habilidades em resolver diferentes questões.

Screen Shot 2018-10-01 at 3.03.57 PM

NOVOS DESAFIOS

Talvez isto tenha sido a melhor coisa que aconteceu na viagem. Estávamos viajando por mais de dois anos acomodados em um estilo e com algumas mordomias que silenciosamente foram tomando espaço no nosso dia a dia. Acreditávamos que vivíamos longe de uma zona de conforto quando na verdade já havíamos criado um certo comodismo no nosso entorno. Rever todos esses nossos padrões foi mais uma forma de encarar novos desafios, algo que já não aparecia mais com tanta frequência e que ambos apreciamos e temos no nosso espírito aventureiro.

Olhando para trás percebemos que no início dessa jornada tivemos muito desperdício de tempo, de dinheiro e até dos nossos esforços. E ainda assim acreditávamos que já estávamos levando uma vida simples, descomplicada e minimalista. Hoje temos mais ideia do real sentido destas três palavras e agora, com mais maturidade, entendemos que ainda somos pequenos aprendizes. Isso torna a nossa sede de viajar insaciável!

A mágica da viagem continua acontecendo e ela não está na quantidade de países visitados, nas belas paisagens nem nas comidas que experimentamos, a mágica da viagem está dentro de nós: redefinindo conceitos sobre nós mesmos e o mundo. Viajar é isso, é colocar seus conceitos sob nova perspectiva, é repensar sua opinião sobre problemas e encontrar novas soluções, é saber que a felicidade pode estar nas experiências vividas.

No fim ds contas é o que todo overlander busca: explorar além do horizonte! E é exatamente isso que estamos fazendo!

Veja esta matéria na íntegra na Edição #3 da REVISTA OVERLANDER 

Ediçao #6 Chegou

01d_SingleMag_500_sidebar_site

Melhores Preços na Loja Overlander

01-SideBarAd_50

Coleção Overlander

07_Bothitems_home

Deixe uma resposta