ROTA DA SEDA – O Velho Caminho do Oriente (Parte 3)

Veja esta matéria na íntegra na Edição #2 da REVISTA OVERLANDER ou a PARTE 1 AQUI ou a PARTE 2 AQUI ou a PARTE 4 AQUI

Depois de uma mudança forçada de plano, embarcamos em uma aventura inesperada para um território desconhecido… exploramos a antiga e mística Rota da Seda até a China. Parte 3 desta História . . .

DayTrippers (Rafael Ávila e Isabela Miranda)

006_daytrippers

O DESERTO

É claro que mais uma vez não fiamos restritos à história e à rota. Como a natureza é sempre o que mais nos atrai, perto de Yazd seguimos deserto adentro até um oásis, daqueles de filme mesm, o vilarejo de Garmeh. A vida dos locais gira em torno do que uma pequena nascente de água pode oferecer, e quando subimos um pequeno monte na extremidade do vilarejo pudemos ver como o agrupamento de árvores e coqueiros era apenas uma faixa verde que não passava de uns 2 km de extensão. Mais adiante apenas deserto e o vento constante amenizava o calor.

015_daytrippers

Empolgados com o deserto, seguimos para o vilarejo de Farahzad, um oásis ainda menor, mas no caminho uma forte tempestade de areia nos obrigou a parar. Quando a poeira começou a baixar, uma surpresa nos aguardava, nos levando a imaginar uma caravana carregando seda – um grupo de mais de dez camelos cruzava o deserto caprichosamente em direção ao pôr do sol. Encostamos o Curumim e não nos movimentamos até eles chegarem ao horizonte, os camelos e o sol. Chegamos a Farahzad à noite, dirigimos até o meio das dunas, abrimos a barraca e a esteira para curtir a noite estrelada e o silêncio absoluto do deserto.

013_daytrippers

Gostamos tanto de estar no deserto que começamos a buscar outros para conhecer. Semanas depois estávamos no Dasht-e Lut, no leste do Irã, no ponto mais quente da Terra onde a temperatura atinge 70˚C no verão. No nascer e pôr do sol, por dois dias seguidos fomos ver os Kaluts – formações de areia esculpidas pelo vento que tomam um tom alaranjado nessas horas. No resto do dia fiávamos no ventilador da casa do Mohamed, que gentilmente nos abrigou sabendo das condições duras do lugar em que vive.

023_daytrippers

PROBLEMAS MECÂNICOS NO CAMINHO

É claro que não queremos nunca que o Curumim quebre, mas já que é um fato inevitável em uma viagem de mais de 100.000 km, passamos a aceitar melhor a situação e tentar aproveitar o que ela traz de bom. A hospitalidade e a solicitude das pessoas nessa parte do mundo sempre foram fundamentais para viajantes da Rota da Seda. Foram para o mais ilustre de seus viajantes – Marco Polo, assim como foram para nós.

No Irã nosso alternador literalmente pegou fogo no meio da estrada, fomos ajudados por pelo menos sete pessoas e acabamos sendo convidados por uma delas para almoçar, depois para dormir em sua casa. Um jovem casal supertradicional e religioso, que rendeu uma troca incrível de experiências entre dois mundos tão diferentes.

028_daytrippers

No Uzbequistão, quase fronteira com Tajiquistão, perto de um vilarejo na zona rural, foi a vez de a torre do amortecedor rachar. Encostamos para ver o que era e logo estávamos rodeados de pessoas. Um garoto de 14 anos e cheio de habilidade soldou nossa torre, uma família nos convidou para dormir na casa, jantamos juntos, tomamos café da manhã e tudo sem nenhuma palavra em inglês ou qualquer outra língua em comum.

No Cazaquistão o garfo da embreagem quebrou e fiamos na mão.  Depois de dirigir madrugada adentro passando a marcha “no tempo”, em Almaty tivemos a ajuda do Viktor na busca do que precisávamos. Na tradução: dormimos na sua casa e também dormimos na casa do mecânico que fez o conserto.

025_daytrippers

Veja esta matéria na íntegra na Edição #2 da REVISTA OVERLANDER ou a PARTE 1 AQUI ou a PARTE 2 AQUI

Compre o Livro

01a_DayTrippers_SidebarAd

Ediçao #6 Chegou

01d_SingleMag_500_sidebar_site

Melhores Preços na Loja Overlander

01-SideBarAd_50

Coleção Overlander

07_Bothitems_home

Conheça os Livros

01_Capa_500x385
01a_DayTrippers_SidebarAd
01_Capa_500-sidebar
02_CYD_APM_sidebar
03_CYD_BPT_Sidebar
Livro_standing_3D_shadow_sidebar
01a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385
02a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385
03a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385
04a_Capa_livro_ViajologoExi_500x385

Deixe uma resposta