Revolteio – Sul do Brasil e Uruguai

2015 – Denis Vivan
  www.revolteioblog.wordpress.com

Veja mais posts do Revolteio  >>>>

001_MontanaEu e minha namorada, fizemos uma viagem para o Uruguai em março desse ano. Tenho uma picape Montana 1.4 com capota alta de fibra. Dentro dela, eu mesmo fiz uma espécie de Motorhome como trabalho de TCC em Design, orientado pelo Prof Dr. Ramsés Bastos. O motorhome conta com pia, geladeira, armários e um banco que se converte em cama. Saímos de Bauru-SP dia 08/03 e fomos pelo litoral de SC e RS conhecendo algumas praias como Itajaí e Torres. Também subimos e descemos a Serra do Rio do Rastro!

Depois de 2 ou 3 dias, chegamos ao Chuí (Brasil). No lado do Uruguai tem uns 3 ou 4 free-shops grandes, mas com o preço do dólar, o preço não estava tão convidativo. A passagem pela aduana foi bem tranquila, eles só viram a Carta Verde, RGs e documento do veículo. Ok, passamos por umas duas ou três praias e chegamos ao Parque Nacional Santa Tereza, na minha opinião a melhor parte da viagem. O parque fica a 30km do Chuí. A primeira atração que conhecemos no parque foi a fortaleza de Santa Tereza, hoje um completo museu Militar.  Além da fortaleza, o parque possui uma infinidade de atrativos e comodidades para os visitantes; camping com chuveiro quente, banheiro e tomadas; chalés para temporada; praia; mirante; mercado; invernáculo; mini zoológico; churrasqueiras; trilhas… É muito arborizado, limpo e sinalizado. Recomendo !

Saímos então do parque e fomos seguindo o litoral uruguaio até Punta del Leste. Conhecemos várias cidades e praias,  como La Paloma, La Pedrera, Cabo Polonio e outros. Vale ressaltar que tem alguns pedágios pelo caminho e a gasolina é bem cara, R$5,00 o litro ! A parte boa é que o país é bem pequeno, então tive que abastecer só uma vez para dar a volta em toda a costa. Uma ponto positivo do Uruguai é que tem muitos camping e muito bons. No Uruguai dormimos só em campings, exceto em Montevideo, que ficamos 2 noites em um Hostel.

007_MontanaPassamos por Punta del Leste (mas não ficamos, porque é tudo muito caro). Conhecemos os principais pontos turísticos como o ”Monumento a Los Ahogados”,  “Casapueblo” e fomos para Piriápolis. Piriápolis é uma cidade muito bonita, tem um camping bem legal também. Lá conhecemos o Parque Nacional Pan de Azucar, onde fica o ponto mais alto do Uruguai. Outras observações importantes: O país é bem plano, na época em que fomos o clima estava bem ameno, a maior parte dos campings são bem estruturados e a polícia não nos parou em nenhum momento.

O Parque Pan de Azucar tem entrada gratuita, também tem uma boa estrutura, min zoológico e uma trilha bem íngreme morro acima. O morro (Cerro) Pan de Azucar tem uma grande cruz no topo onde é possível subir por dentro dela (uma escada em espiral) e ter uma vista panorâmica de Piriápolis e Punta del Leste.

Depois de Piriápolis, fomos a Montevideo. A cidade é bonita e movimentada. Por lá é mais fácil deixar o carro parado e conhecer a cidade a pé, porque os atrativos são bem próximos uns dos outros. Conhecemos vários museus, parques, a Ciudad Vieja, o Mercado del Puerto e a Rambla (como eles chamam a avenida da orla do rio da Plata). Outra coisa interessantíssima é a Feria Tristán Narvaja, uma feira que ocorre na rua de mesmo nome aos domingos de manhã, onde se vende de tudo, tudo mesmo, de frutas a antiguidades, passando por roupas, queijos, livros, etc, etc. Vale a pena para conhecer os costumes do local, como tomar mate (aliás, por lá todo mundo anda com uma garra térmica em baixo do braço e uma cuia de mate na mão).

015_MontanaDepois de Montevideo, fomos para Colonia de Sacramento. Uma  bela cidadezinha histórica bem ao oeste do país, às margens do rio da Plata. Fica de frente para Buenos Aires, mas o rio é tão largo que parece mar e não dá para ver a outra margem. O centro histórico é todo de pedra, as ruas, casas, etc. Tem muitos museus e há um passe único que permite a entrada em todos eles.

Subimos então em direçãoo ao Brasil, margeando o rio da Plata e Uruguay. Passamos por Mercedes, Dolores, e fizamos uma parada em Salto (ainda no Uruguai, famosa por suas termas). Ficamos em um camping ótimo, por cerca de R$20,00 por pessoa/dia, com enerdia alétrica, pontos de luz, Parrilleras (churrasqueiras) *OBS – No Uruguai tem churrasqueiras em todo canto: parque, clubes, campings, etc. E ninguém usa carvão. Os churrascos são feitos somente com lenha. Ainda nesse camping, tem também ótimos banheiros e 2 piscinas termais de uso livre para os campistas.

Entramos no Brasil próximo à Uruguaiana-RS, com a mesma tranquilidade na fronteira para passar a aduana. No retorno ainda passamos conhecer as missões jesuíticas em São Miguel das Missões-RS e Santo Ângelo-RS. Também vale muito a pena conhecer. Tudo muito bem cuidado e interessante.  Há um museu com imagens e artefatos encontrados no local e na recepção é apresentado um vídeo sobre as missões aos visitantes.

Deixe uma resposta