TERRA ADENTRO – “Mochileiro” Nossa Casa Sobre Rodas

Veja mais posts da TERRA ADENTRO  >>>>

03_carroO projeto da nossa casa sobre rodas foi, sem dúvida alguma, a etapa mais longa e intensa do planejamento de nossa Volta ao Mundo de carro. Foram horas e mais horas de pesquisas, de visitas a empresas especializadas e de troca de experiências com outros overlanders.

No fim, o resultado ficou além do esperado. Agora, temos uma casa espaçosa, com todos os equipamentos que precisávamos e auto-suficiente de energia, ou seja, podemos rodar, parar por alguns dias, que ainda assim nossos equipamentos eletrônicos continuarão funcionando normalmente. Uma mão na roda para aqueles que desejam se aventurar por regiões inóspitas e longe dos centros urbanos.

A IDEIA
Desde que tomamos a decisão de viajar de Land Rover Defender 110, tínhamos um único objetivo em mente: construir um motorhome que fosse auto-suficiente de energia e água, já que nosso propósito é viajar por regiões inexploradas do planeta. Pesquisamos inúmeros projetos em Defender 110, anotamos os pontos positivos e negativos de cada um deles e, ao final desta análise, decidimos elaborar um projeto que englobasse as características que nos agradavam e descartar aquelas que não nos agradava muito. Com as ideias rascunhadas, iniciamos a procura por alguma empresa especializada. Nestas idas e vindas, por coincidência conhecemos o Rafael, da CVE Chapecó, que abraçou a causa e se tornou um grande amigo e parceiro do Terra Adentro. Por 90 dias trabalhou em nosso carro e construiu uma casa extremamente fiel ao nosso projeto.

09_carroTETO MÖVEL OU BARRACA DE TETO?
Esta era uma pergunta que não encontrávamos uma resposta definitiva. A maior parte dos amigos overlanders que conhecemos viajavam com a barraca de teto, sendo que muitos deles adoravam a praticidade e conforto da barraca. Por outro lado, o teto móvel, que é muito fabricado por empresas na Austrália e África do Sul, é quase inexistente no Brasil. Esta foi uma das decisões mais difíceis do planejamento: optar pela escolha certa, já testada por viajantes ou partir para o desconhecido? Depois de muito pesquisar e de receber o aval do Rafael, decidimos por fazer um teto móvel, ou conhecido também como semi pop-up.

No final das contas, o que mais influenciou a nossa decisão foi o fato de podermos ficar de pé dentro do carro e, com isso, ampliar o nosso espaço interno. Além disso, teríamos mais espaço no teto para colocar bagageiros externos e instalar nossas placas solares, já que a barraca ocuparia um espaço considerável. Por fim, entendemos que ambos os projetos são funcionais e similares, fazendo com que a escolha seja mais pessoal do que técnica.

PARTE ELÉTRICA
Para manter a nossa casa funcionando 24h por dia, sem riscos de interrupções, tivemos que montar um circuito elétrico que fosse auto-suficiente, ou seja, um sistema em que a energia gerada é suficiente para atender às demandas dos equipamentos elétricos utilizados.

12_carro-jpgPara atingir a nossa auto-suficiência energética, usamos duas baterias estacionárias de 105ah, que são abastecidas frequentemente de duas formas: 1) As baterias são interligadas ao sistema de partida do carro. Toda vez que ligamos e rodamos com o Mochileiro, as baterias são automaticamente recarregadas. Mas, e se ficarmos por vários dias estacionados, sem acionar o carro? É aí que entra a segunda forma de geração de energia: 2) Neste caso, são os dois painéis solares Yingli de 95Wp que produzem energia para as baterias da casa. Por meio de um controlador de carga MPPT, que são os mais eficientes, a energia solar é convertida em energia elétrica e, posteriormente, transformada em 12v, mantendo nossos equipamentos em pleno funcionamento.

Mesmo em dias nublados, os painéis produzem energia para a casa, o que aumenta consideravelmente a nossa autonomia. Para converter a energia interna para 220v, temos um inversor de 400w, que distribui a corrente para as três tomadas internas da casa.

14_carroNOSSOS ELECTRICODÓMESTICOS
Um dos equipamentos mais importantes para as longas expedições é a geladeira. Uma geladeira inapropriada, com alto consumo de energia, como as de 110v e 220v, podem consumir rapidamente a energia de sua casa. Assim, o primeiro critério é optar por geladeiras 12v, já que consomem pouca energia e possuem sistemas de economia extremamente avançados.

Existem boas opções no mercado, contudo a maior desvantagem é o alto preço. Inicialmente, a nossa ideia era contar com uma geladeira espaçosa, em que pudéssemos acomodar alimentos suficientes para vários dias no meio da natureza. Desta forma, optamos por uma geladeira de 80l e que fosse de fácil manutenção, caso necessário. Depois de muita pesquisa, definimos pela compra da Waeco Coolmatic CR 80L, uma excelente e espaçosa geladeira. Além disso, é muito econômica e possui sistema de manutenção automática da temperatura, caso perceba que as baterias chegaram a níveis baixos de carga.

Em relação ao nosso fogão e forno, optamos por seguir o conselho de amigos overlanders e escolhemos o fogão da Coleman 424 Dual Fuel, que usa como combustão a gasolina ou um líquido produzido pela própria empresa. Fizemos um post especial sobre o fogão Coleman 424 Dual Fuel, clique aqui para ler.

PARTE HIDRÁULICA
Nada mais vital do que a água. Ter uma água de qualidade abastecendo a nossa casa sempre foi uma de nossas maiores preocupações. Por isto, esta foi uma das etapas que mais quebramos a cabeça para encontrar as soluções adequadas.

No início do projeto, pensávamos em uma caixa d’água de até 80L de capacidade. Ao longo do planejamento, calculando corretamente os espaços, percebemos que havia a possibilidade de instalar três caixas d’água debaixo da Defender e assim fizemos. Desta forma, a nossa capacidade saltou para 115L e temos uma autonomia de até 5 dias sem necessidade de reabastecimento.

Para facilitar e unificar o sistema, todas as três caixas são interligadas e controladas por meio de registros. Toda a água que entra passa por um pré-filtro da Acqualive, o que elimina as impurezas mais grossas e sólidas. Esta água pode ser usada tranquilamente para lavar as mãos, lavar as louças e limpar a casa.

17_carroContudo, quando se trata de água potável, a que usamos para beber, cozinhar e escovar os dentes, o sistema conduz a água para os filtros Habitah Flow Niion da Acqualive. Este filtro, de 4 estágios, elimina todas as impurezas, bactérias, cloro, metais tóxicos e alcaliniza a água, introduzindo importantes minerais que podem não estar presentes. É impressionante a leveza e cristalinidade da água que sai do filtro.

Todo este sistema, de três caixas d’água e três torneiras, é sustentado por duas bombas d’água com potência de 1,9 galões por minuto, o que torna a vazão altamente eficiente.

Para o caso de termos que captar água em lagos ou rios, temos uma bomba mais potente, de 3 galões por minuto, que conectada a uma mangueira de 15 metros, puxa a água até as nossas caixas.

NOSSA CAMA
Depois de um dia cansativo, nada melhor que deitar em uma boa cama. Em nossa casa, ainda que não tenhamos uma cama King, temos uma cama razoavelmente espaçosa e muito confortável. Com largura de 90cm e comprimento de 1,93m, a cama é facilmente montada e desmontada, se transformando em sofá e bancos durante o dia. Embaixo dela, existem três cintos de segurança instalados. Desta forma, podemos dar carona e levar nossas visitas para passearem conosco.

Enfim, depois de toda esta experiência, tivemos um grande aprendizado: não existe projeto melhor ou pior. Existem projetos distintos, mas que possuem vantagens e desvantagens. Um enorme motorhome, mesmo que possua todo o conforto de uma casa ou apartamento, dificilmente chegará aos lugares mais remotos do planeta, já que seu tamanho e peso dificultará muito o acesso. Por outro lado, um veículo menor terá mais mobilidade, contudo perderá muito em conforto. Assim, o mais importante é definir o projeto que está ao seu alcance e que se encaixa com seu perfil, seja ele muito modesto ou extremamente avançado.

Sobre TERRA ADENTRO – Sabrina e Henrique
Uma Volta ao Mundo de carro pelos lugares mais remotos da Terra. Uma incrível viagem por um mundo de extremos.
  www.terraadentro.com       /terraadentropelomundo        /terraadentro   /Terra_Adentro    /c/terraadentrobr

Deixe uma resposta